Imagem com fundo branco, no canto superior esquerdo, três faixas na diagonal na cores azul, verde e bege. Ao centro, à direita, o texto: Orgulho e preconceito, de Janeiro Austen. 30/07, 15h. Reunião virtual. Transmissão ao vivo no YouTube BCE/UnB. À esquerda, no canto inferior, a logo do Clube de Leitura da BCE/UnB.
Participe da reunião virtual do Clube de Leitura da BCE/UnB 👉🏽 Livro da rodada: Orgulho e preconceito, de Jane Austen 📚 Livro eletrônico/e-book original, em domínio público: https://bit.ly/2BGeQZ1 📖 Livro eletrônico na base de dados Pearson, da UnB: https://bit.ly/2ZcPVEr ou minhabcedigital.bce.unb.br/ 🗓️ 30/07, quinta-feira 🕞 15h Reunião virtual 👉🏽 Para participar, preencha o formulário: https://bit.ly/382IrYG 👉🏽 Transmissão ao vivo pelo Youtube da BCE/UnB: https://www.youtube.com/user/BCEUnB   É verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro em posse de boa fortuna deve estar necessitado de esposa. Com essa frase, Jane Austen inicia um dos seus melhores e mais conhecidos romances, Orgulho e Preconceito. E, ao contrário do que se pensa, a autora não está endossando a visão de que todos os homens ricos deveriam se casar, em vez disso, ela zomba delicadamente a noção de que não pode haver verdades universais e a superficialidade de seus contemporâneos. (…) Se o livro, que originalmente teria o título de Primeiras Impressões, tem uma mensagem permanente é a de que não podemos ficar na superfície das coisas, apreciando seu apelo imediato, mas devemos saber que sob o verniz, há sempre uma verdade mais complexa. (Fonte: Amora literária)